domingo, novembro 05, 2006

Não faça de seu blog uma neurose, a vitima pode ser você.

Carissimos bloggeiros,
Faz tempo que não baixo por aqui. Muita coisa acontecendo. Quanto a faculdade, que as vezes comento, vou indo bem, com muitos 10 e um seis e meio naquela matéria que deram o chilique com a professora. Acho que eu fui a única que não colei na prova. Besteira, podia dar uma coladinha, a situação bem que merecia. Todo mundo com notas altissimas, o aluno que sabia tudo chegou a pegar várias provas e fazer na cara da professora, um tremendo laisser faire. Mas acho que não tenho nem paciencia para isso, nunca tive, nunca colei. Nem é por moralismo, é por uma questão de incapacidade de fazer isso. Também não tenho a menor admiração por quem traz sua colinha, se a figura tiver mais do que 15 anos de idade. Tudo tem sua época. Depois fica ridiculo.
Estou meio com preguiça de continuar este blog. Acho a internet uma das grandes invenções do mundo. Como a invenção da roda. Que colocou o mundo em movimento acelerado, possivel. Ainda que aqui tenha o cérebro de grandes criadores, cientistas, alta tecnologia. Tem também a mão humana comum e seu cérebro correspondente, mais comum ainda. Por isso peço desculpas a todas as pessoas que já me visitaram e eu nunca visitei. Não foi por descaso com você , foi por descaso comigo, com meu blog. Se alguém vem aqui eu também tenho mais é que prestigiar.
Enfim só posso falar de mim, a cabeça de outros bloggeiros não conheço e cada cachola, uma sentença. Vamos ver se aguento mais um tempo, ou se me reanimo nesta página por um bom tempo. Boa semana!

Comentários:
Jasmine, você tem que eleger prioridades, faça aquilo mais importante primeiro, o resto é lucro! Blogue é assim! Primeiro exponha os seus pensamentos, isso é até um exercício pra colocar as idéias no lugar.
Segundo, quem vem aqui e retorna é porque gostou do que escreve.
O princípio da delicadeza é para as partes respeitarem.
Boa semana! Beijus

 
Menina, eu também não sabia colar e concordo que não cabe isto se estás mais amadurecida e querendo aprender e não ganhar notas para passar.
Jasmine querida, detesto quando alguém que gosto abandone o blog. Puro egoísmo meu. Mas penso que blogar não deve virar obrigação pois já temos tantas.
Eu, muitas vezes, fico com culpa de não alcançar ler todos os textos de amigos que me visitam, fico sem deixar recados a muitos e eles vão se afastando pensando que os ignoro. Mas o tempo não alcança e não podemos ficar só na net.
Não desapareça daqui, volta sempre que te der satisfação em fazê-lo.
Carinhosão pra ti

 
opa, não desiste não!
de vez em quando bate uma preguiça mesmo, mas é só respirar fundo que logo vem a vontade de continuar...
assim espero! ;O)
bjo grande

 
Olá, eu tava passando por um blog da minha amiga, e entrei no seu, achei interessante, muito legal...
eu ainda não tenho blog, mas gostaria de ter...
Aproveitando, para dizer que agora você pode economizar em até 100% nas suas ligações, sendo para qualquer lugar do Brasil e do Mundo!
Entre no site de meu irmão... www.diskavontade.clic3.net ou add.. ele no msn... voip.disk.avontade@hotmail.com
Obrigado por ler meu comentário e assim que eu puder eu volto para fazer outra visitinha, e quem sabe ja esteja com o meu Blog também...
Beijos

Allana B.

 
fA invenção da roda sem dúvidas foi uma das mais importante. No entanto, ao dispor apenas da roda, o homem ainda passou tempos, com ela brincando como menino na lama, rodan-da de lá prá cá de cá pra lá. A descoiberta mais genial foi a de como utilizá-la. Em carroças, como foi no princípio, depois em carrros. A roda, neste caso foi uma invenção impulsionadora de outras tantas. Mas pode-se chamar de a mais importante. Afinal não fomos campeões do mundo desta vez.

Um beijo

Naeno

 
A invenção da roda sem dúvidas foi uma das mais importante. No entanto, ao dispor apenas da roda, o homem ainda passou tempos, com ela brincando como menino na lama, rodan-da de lá prá cá de cá pra lá. A descoiberta mais genial foi a de como utilizá-la. Em carroças, como foi no princípio, depois em carrros. A roda, neste caso foi uma invenção impulsionadora de outras tantas. Mas pode-se chamar de a mais importante. Afinal não fomos campeões do mundo desta vez.

Um beijo

Naeno

 
Postar um comentário



<< Home
Recadinho de rodapé